quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Chia, óleo de cartamo e coco


Chia

O chia é um novo recurso para quem deseja emagrecer. A semente, que vem do sul do México, auxilia nas dietas porque traz saciedade. O chia emagrece porque o gel que ela forma no estômago dá uma sensação de saciedade e isso diminui a fome. Além disso, o chia, assim como a linhaça contém ômega 3 e combate os processos inflamatórios. Como a gordura é uma inflamação nas células, isso é evitado. 

Chia existe nas versões em grãos, farinha e óleo; tem efeito superior ao da linhaça no papel de combater a fome e desintoxicar o organismo.

Suas sementes são mucilaginosas, ou seja, ricas em fibras que regula o trato intestinal e limpa o organismo por meio das fezes.

Esse grãozinho especial também é uma boa opção para quem faz musculação. É que ele tem uma elevada concentração de proteínas, a principal matéria-prima da musculatura. Por isso, os especialistas recomendam consumi-la após o treino.



Óleo de cártamo

Um produto totalmente natural que auxilia na queima de gordura, diminui o apetite e combate o colesterol ruim. Com essas promessas tentadoras, o óleo de cártamo, a cápsula mágica do momento, vem ganhando adeptas entre as mulheres que buscam uma silhueta mais enxuta — e quem não busca? Numa pesquisa rápida na internet, encontra-se mais de 600 mil páginas dedicadas à pílula originária das sementes do cártamo, planta natural das regiões áridas da Índia.
A realidade, porém, é que não há estudos ou pesquisas que comprovem sua capacidade emagrecedora. “Uma vez que esse tipo de produto não é vendido como remédio, mas sim como alimento, as empresas se sentem à vontade para atribuir a ele as mais variadas propriedades terapêuticas”, afirma Marcio Mancini, presidente do Departamento de Obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia. Para Mancini, a propaganda enganosa só faz aumentar a frustração e a ansiedade de pessoas que pretendem perder peso.
A estratégia de marketing adotada por empresas que comercializam o suplemento vai contra a determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), onde o óleo de cártamo tem registro obrigatório e é enquadrado na categoria “Novo Alimentos ou Ingredientes”. Segundo o órgão, o produto não pode ser rotulado de propriedade funcional ou emagrecedora. Essa argumentação é considerada infração sanitária, com penalidades que variam de notificações a multas de até 1,5 milhões de reais.
Em março de 2011, a ANVISA determinou a suspensão de todas as propagandas que atribuíssem funções terapêuticas a um suplemento feito à base de óleo de cártamo. A medida está relacionada às peças que conferem ao produto resultados como redução de peso corporal, melhora da definição corporal e diminuição da absorção de gorduras.
Mesmo com a norma do governo, anúncios continuam, de maneira indireta, fazendo promessas de perda de medidas. Em um deles, está o depoimento de uma mãe que diz ter conseguido vestir o mesmo manequim da filha graças ao produto. Nas fotos que compõem as peças, aparecem mulheres com pouca roupa, em uma alusão ao poder emagrecedor do suplemento.


Óleo de coco


Os benefícios associados ao consumo do “óleo de coco” são reconhecidos e valorizados pela Medicina Ayurveda na Índia há quase três mil anos. Em sânscrito, o coqueiro é chamado de “kalpa vriksha”, que significa “árvore que fornece tudo que é necessário para a vida”. O óleo de coco é comumente dividido em duas amplas categorias: refinado e virgem. O óleo refinado é tipicamente obtido do coco seco, chamado de copra. O óleo de coco virgem é obtido a partir de cocos frescos. Como elevadas temperaturas e solventes químicos não são empregados, o óleo virgem mantém seus fitos químicos naturais, responsáveis pelos seus suaves sabor e aroma. Estudos recentes realizados em animais, conduzidos na Índia, comparando óleo de copra (refinado) com óleo de coco virgem, demonstraram que os animais que utilizaram óleo virgem apresentaram efeitos benéficos significantemente superiores ao do óleo de copra nos seguintes parâmetros:
 • Redução dos níveis de colesterol total, fosfolipídios e LDL-c;
 • Aumento nos níveis séricos de HDL-c;
 • Efeito antitrombótico, avaliado através de dosagens de fibrina, fibrinogênio,
 • Ação antioxidante: o óleo de coco virgem promoveu redução da peroxidação lipídica tanto in vitro como in vivo.
 Os autores concluíram que os antioxidantes presentes no óleo de coco virgem foram responsáveis pelas diferenças obtidas.
 Propriedades “Termogênicas”
 Em média, 2/3 dos ácidos graxos do óleo de coco são triglicerídeos de cadeia média (TCM). Após absorção intestinal, os TCM são transportados diretamente para o fígado, através do sistema porta, onde são beta-oxidados aumentando a termogênese. Alguns autores também propõem que a administração de TCM possa modular a ação da grelina, indicando outro efeito metabólico importante no combate à redução de peso corporal. A quantidade de TCM empregada nesses estudos varia desde 10g/dia até 48g/dia.gUm estudo realizado na Escola de Nutrição e Dietética Universidade de McGill, no Canadá, que avaliou o gasto energético e a composição corporal de 24 homens com IMC entre 25-31 kg/m2, através de calorimetria indireta e de ressonância magnética nuclear, verificou que o consumo de uma dieta rica em TCM durante 28 dias reduz a gordura abdominal em homens, possivelmente devido ao aumento do gasto energético, somado a um efeito sacietógeno. Um trabalho recente conduzido no Centro de Pesquisa de Obesidade e na Universidade de Columbia, em Nova York, avaliou a perda de peso corporal e a redução da massa gorda total e abdominal em 49 indivíduos submetidos a um programa alimentar de redução de peso, que consumiram azeite de oliva ou TCM, como parte de suas dietas. O consumo de TCM resultou em maior perda de peso e maior redução de gordura em relação ao azeite de oliva. Hormônios incluindo a colecistoquinina, peptídeo YY, peptídeo inibitório intestinal, neurotensina e polipeptídio pancreático, têm sido propostos como agentes atuantes nos mecanismos pelos quais os TCM induzem à saciedade. O óleo de coco virgem pode ser utilizado como tempero de saladas, adicionado a “shakes”, misturado em granola, iogurte, salada de frutas, etc. Pode também substituir os outros óleos utilizados na cozinha ou ser empregado em qualquer outro preparo culinário idealizado pelo consumidor. Pode-se também, tomar direto da colher, após as refeições.
 Idealmente, o óleo de coco deve ser comprovadamente virgem e preferencialmente orgânico. O termo “óleo de coco virgem” é utilizado pela Comunidade do Coco da Ásia e do Pacífico (APCC) e pela Autoridade Filipina do Coco, órgão do Ministério da Agricultura das Filipinas.
 O TheraHerb VCO é um óleo de coco virgem e orgânico. É certificado orgânico pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) e pela ECOCERT, empresa fundada na França em 1991 e considerada uma das mais respeitadas certificadoras de produtos orgânicos do mundo.

1. BRUCE, F. The Coconut Oil Miracle. New York: Avery, 2004.

2. KABARA, J.J. Health oils from the tree of life. Disponível em.

3. NEVIN, K.G.; RAJAMOHAN, T. Virgin coconut oil supplemented diet increases the antioxidant status in rats. Food Chemistry; 99(2):260-266, 2006.

4. NEVIN, K.G.; RAJAMOHAN, T. Influence of virgin coconut oil on blood coagulation factors, lipid levels and LDL oxidation in cholesterol fed Sprague–Dawley rats. e-SPEN Eur e-J Clin Nutr Metabol; 3(1): e1-e8, 2008.

5. DEPARTMENT OF AGRICULTURE. PHILIPPINE COCONUT AUTHORITY. Coconut – Tree of life. Disponível em:

6. ST-ONGE, M.P.; ROSS, R.; PARSONS, W.D. et al. Medium-Chain Triglycerides Increase Energy Expenditure and Decrease Adiposity in Overweight Men. Obes Res; 11:395-402, 2003.

7. ST-ONGE, M.P.; BOSARGE, A. Weight-loss diet that includes consumption of medium-chain triacylglycerol oil leads to a greater rate of weight and fat mass loss than does olive oil. Am J Clin Nutr; 87(3):621-626, 2008.

8. ST-ONGE, M.P.; JONES, P.J.H. Physiological effects of medium chain triglycerides: Potential agents in the prevention of obesity. J Nutr; 132:329-332, 2002.

9. GUO, W.; XIE, W.; HAN, J. Modulation of adipocyte lipogenesis by octanoate: involvement of reactive oxygen species. Nutr Metabol; 3:30, 2006.

10. NISHI, Y.; HIEJIMA, H.; HOSODA, H. et al. Ingested Medium-Chain Fatty Acids Are Directly Utilized for the Acyl Modification of Ghrelin. Endocrinology; 146: 2255–2264, 2005.


9 comentários:

  1. Ja estou tomando o óleo de CÁRTAMO, eu posso ingerir a chia tbm ? Ou espero para verbo resultado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pode tomar os dois juntos sem problema, sendo que o óleo de cártamo tome nas primeiras horas do dia, de preferência no café da manhã para ativar seu metabolismo.
      A chia pode ser ingerida em qualquer refeição sólida.

      Excluir
  2. Eu estou tomando óleo de chia-cartamo-coco, todos no mesmo suplemento, resultado de uma semana: Sinto que a fome diminuiu e estou mais disposta, preciso voltar para a academia, assim vou ter o resultado ideal, magra e definida, tenho 1,65 de altura e 61k, quero perder 6 kilos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A melhor forma de emagrecer é estabelecer uma relação entre o seu consumo e o seu gasto calórico diário, resultando num balanço energético negativo, vc está no caminho certo desde que volte logo aos exercícios.

      Excluir
  3. estou tomando os três em um só complemento faço 30 minutos de esteira 5 x na semana tem uma semana que estou tomando no café da manha entes de ir pra academia em quanto tempo terei resultados ?

    ResponderExcluir
  4. EU ESTAVA TOMANDO CAPSULAS DE OLEO DE CHIA E DE COCO ,MAIS FUI OBRIGADA A PARAR PORQUE OS EXAMES QUE FIZ DE COLESTEROL ESTAVAM MUITO ALTOS A DIABETES TAMBEM E O EXAME DA TIREOÍDE TAMBEM ESTVA BASTANTE ALTO E MINHA MÉDICA ME PROIBIU DE TOMAR ESSAS CAPSULAS DE OLEO.. NÃO SEI O QUE FAZER POIS EU CONSEGUI EMAGRECER 8 KILOS E ESTAVA SATISFEITA .MAS OS EXAMES QUE ESTAVAM TODOS ALTERADOS NÃO SABIA QUE TINHA EFEITOS COLATERAIS, É UMA PENA,....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. goataria de saber sua opnião

      Excluir
  5. Comprei a Chia, óleo de cartamo e de coco, como devo toma-los? Faço atividade física 5x por semana.

    ResponderExcluir
  6. Tenho 1,55 de altura, estou muito acima do meu peso, com 70 kilos. comprei o óleo de chia e de cártamo. como devo tomá-los

    ResponderExcluir